Arranjos sustentáveis de produção em evidência na Tecnofam 2014


“A Tecnofam 2014, em sua primeira edição, mostrou que é possível realizar um evento que contribua para a construção de novos conhecimentos a partir de tecnologias já validadas e em construção”, diz o pesquisador Auro Otsubo, chefe adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agropecuária Oeste.

O evento, realizado de 3 a 5 de junho, apoiou a concepção de arranjos sustentáveis de produção e agregação de valor com objetivo de contribuir para o aumento da renda dos agricultores familiares da Região Oeste do Brasil.

Tecnologias a campo

Um dos destaques apontados foi a forma como as tecnologias foram demonstradas a campo. “As 15 amostras em campo não foram em áreas pequenas, como normalmente se vê em eventos, mas sim em locais relativamente grandes, onde o produtor pode conversar com especialistas da Embrapa e de instituições parceiras, como Agraer, Global Grains e Uems”, explica Otsubo.

O agricultor José Gonçalves da Silva, presidente da Associação Agrovargas, da Vila Vargas, distrito de Dourados, levou 25 produtores da Associação para conhecer as tecnologias a campo. "A gente trabalha com produtos agroecológicos e quer se atualizar em manejo de pragas, de doenças, plantas daninhas, conhecer mais sobre adubos verdes", diz Gonçalves. "Quanto mais conhecimento, melhor", completa.

Confira todas as tecnologias a campo oferecidas: www.cpao.embrapa.br/tecnofam/programacampo.php 

Oficinas práticas

Para aproximar o produtor da realidade prática, foram oferecidas nove oficinas. “Foi a oportunidade de o agricultor tirar várias dúvidas, como as de procedimentos que ele realiza na sua propriedade, além de trocar conhecimento com técnicos e pesquisadores”, diz Otsubo.

O agricultor Geovano Feliciano do Prado, de Inocência, MS, teve interesse em várias oficinas como enxertia de mudas de frutíferas, preparação de alimentação suplementar para bovinos de leite, e os cuidados durante e após a ordenha.  "Temos, no município o projeto Leite Forte e o PAIS [Produção Agroecológica Integrada Sustentável>. Depois desse evento, a gente vai se reunir com os agricultores de Inocência para passar as informações", conta Geovano, que é também secretário de Desenvolvimento Econômico e de Turismo da prefeitura municipal de Inocência.

Já Edson Mondadori, técnico da Agraer no Assentamento Itamarati, em Ponta Porã, MS, inscreveu-se na oficina sobre seleção preparo e plantio de mudas de abacaxi e banana, ministrada pelo técnico da Agraer Gilberto Silva de Macedo. "Nossa intenção é incentivar a produção de frutas no Assentamento Itamarati, formada por agricultores familiares, que tem potencial de irrigação. Queremos intensificar a produção para formar o cinturão verde com comercialização segura", comenta Mondadori.

Para o coordenador da Agraer Regional de Dourados, Flávio de Oliveira Ferreira, as oficinas pela

a qual foi responsável, a de plantas medicinais, visou estimular os agricultores produzirem os produtos tanto para uso próprio quanto para fonte de renda afirma.  A oficina prática ofereceu aos participantes a produção de sal aromático e sabonete, xarope, alcoolatura, tintura, entre outros produtos. Muitas plantas são conhecidas, como o tomilho, a salsa, a cebolinha, a manjerona, o manjericão, que são plantas aromáticas. Nessa oficina, foram utilizadas pelo menos 30 plantas medicinais.

Confira as oficinas práticas ofertadas na Tecnofam 2014: www.cpao.embrapa.br/tecnofam/programaofc.php 

“Esperamos que a Tecnofam tenha proporcionado o acesso a tecnologias que melhorem os processos produtivos, maximizem os níveis de produtividade e tornem a agricultura familiar mais competitiva”, diz o chefe geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Asmus. 
Sílvia Zoche Borges (MTb-MG 08223 JP) | Embrapa Agropecuária Oeste

agropecuaria-oeste.imprensa@embrapa.br | Telefone: (67) 3416-9742

Atualizada em 05/06/2014
 voltar